G-NEWYPR3KNW
top of page
  • claudia1638

10 dicas para parceiros de comunicação (para pessoas com perda auditiva)


O envolvimento de familiares e amigos é amplamente reconhecido por desempenhar um papel importante na reabilitação auditiva. Pesquisas mostram que esse envolvimento traz uma série de benefícios, incluindo maior satisfação, melhor adesão ao tratamento e melhor aceitação dos aparelhos auditivos. Para incentivar e apoiar esse envolvimento, a defensora da saúde auditiva Shari Eberts escreveu o artigo Como falar com sua família sobre perda auditiva, compartilhando 10 dicas práticas para pessoas com perda auditiva:

  1. Conte a eles sobre sua perda auditiva Sua família imediata é geralmente a primeira a saber, mas sua família extensa pode não estar ciente de que você tem problemas de audição. Seja franco e aberto sobre suas lutas para permitir que outros forneçam a ajuda de que você precisa.

  2. Explique como é sua perda auditiva A perda auditiva é difícil de entender para pessoas que não a experimentaram, então você pode precisar explicar sua perda auditiva várias vezes. Sugira que seus familiares usem tampões de ouvido em um ambiente seguro para que eles experimentem como é ter dificuldades auditivas.

  3. Leve-os à consulta com seu fonoaudiólogo Aprender sobre sua perda auditiva com um especialista pode ajudá-los a entender os desafios que você enfrenta. Sua família também pode ajudar seu fonoaudiólogo a ter uma noção melhor das situações de comunicação que são mais desafiadoras para você, o que ajudará no seu tratamento.

  4. Compartilhe suas emoções sobre sua perda auditiva Quanto mais você compartilhar as frustrações e tristezas que cercam sua perda auditiva, mais próximos serão seus relacionamentos com sua família. A vulnerabilidade é o caminho para a verdadeira parceria.

  5. Quebre o estigma Se você se sente à vontade com seus problemas de audição, os outros também se sentirão. Faça da sua perda auditiva uma parte normal da dinâmica familiar.

  6. Ensine-lhes as melhores práticas Eduque os membros da família sobre o que eles precisam fazer para ajudá-lo a ouvir melhor. Seja o mais específico possível para que eles possam entender melhor suas necessidades e não recorra a gritar ou encostar em seu ouvido para falar.

  7. Convide-os para seus esforços de autodefesa Envolva sua família em atividades e eventos voluntários com sua comunidade de deficientes auditivos. Quanto mais eles aprendem sobre a perda auditiva, melhor eles podem entender e apoiá-lo em seus desafios.

  8. Criar um sinal para quando você não ouviu Sinais visuais podem ser tão eficazes quanto perguntar “O quê?” e não interromperá o fluxo da conversa. Eles também podem limitar a frustração de ambos os lados quando você pede repetidamente a alguém para falar mais alto.

  9. Experimente novas tecnologias Peça à sua família para ajudá-lo a testar novos dispositivos de escuta assistida (aparelhos auditivos) para ver se eles facilitam a conversa quando você está jantando fora ou em outros ambientes com ruído de fundo. Esta pode ser uma aventura divertida, especialmente com crianças que tendem a ser mais experientes em tecnologia.

  10. Traga seu senso de humor Erros de audição ocorrerão, então não os leve muito a sério. Alguns podem ser muito engraçados se você deixá-los ser. Manter uma atitude despreocupada pode ajudar muito a construir o apoio da família.

As dicas acima podem ser úteis para facilitar as conversas em casa e nas famílias sobre como viver bem com a perda auditiva.

Fonte: idainstitute, Shari Eberts.


Sonora Centro Auditivo

Rua Recife, 20 - Barra - Salvador/Bahia


Ligue agora (71) 3264-8310

WhatsApp (71) 98108-9117


62 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page